A MEMBRANA EPIRRETINIANA é uma fina camada de tecido cicatricial que cresce sobre a superfície da área central da retina, sendo causada por alterações da interface vítreo-retinina que ocorrem com o envelhecimento. À medida que a MEMBRANA EPIRRETINIANA se desenvolve, ocorre o enrrugamento da superfície da retina e a alteração da visão. Ela geralmente é detectada a partir dos 50 anos, o diagnóstico é feito com o exame detalhado da área central da retina, a mácula, utilizando o mapeamento de retina, biomicroscopia de fundo e tomografia de coerência óptica (OCT) e o tratamento é cirúrgico com a Vitrectomia.

Os principais sintomas são:

  • Perda visual progressiva;
  • Distorção das imagens (linhas retas parecem curvas ou onduladas).