Coçar ou esfregar os olhos prejudica a visão

Você sabe o que é a Ceratocone?
É uma doença genética rara, de caráter hereditário e evolução lenta, que se manifesta mais entre 10 e 25 anos, mas pode progredir até a quarta década de vida ou estabilizar-se com o tempo. A doença afeta o formato e a espessura da córnea, provocando a percepção de imagens distorcidas.

Causas e fatores de risco:
Ainda não se conhece a causa exata da doença. Possivelmente, as alterações na superfície da córnea sejam resultado de inúmeros fatores que contribuem para a perda de elementos dessa membrana e vão desde o decréscimo no aporte de colágeno até o ato de esfregar ou coçar os olhos com frequência. Por isso, o risco de desenvolver ceratocone é maior nos pacientes alérgicos, que sentem muita coceira nos olhos.

Sintomas:
Há casos de pessoas com história da doença na família que apresentam um quadro de ceratocone subclínico, sem sintomas. Porém, o mais característico é a perda progressiva da visão, que se torna borrada e distorcida (tanto para longe quanto para perto).

Tratamento:
Visa sempre proporcionar uma boa visão ao paciente, e garantir seu conforto na utilização dos recursos que serão empregados e principalmente preservar a saúde da córnea. As alternativas de tratamento sempre são avaliadas: óculos, lentes de contato e cirurgias.

Prevenção:
Ainda não se conhecem as maneiras de prevenir o aparecimento do ceratocone. No entanto, é possível controlar a evolução da doença nas pessoas geneticamente predispostas, corrigindo o hábito de coçar os olhos, tratando as atopias (rinite alérgica, certas alergias dermatológicas e asma, por exemplo) que possam causar a coceira e reavaliando as condições de adaptação e higiene das lentes de contato, se for o caso.

Visite regularmente seu oftalmologista!

Recommended Posts